CA E EVE

CA E EVE
PAPAI E MAMÃE

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Novas parcerias e um sorteio

Olá meus amores
Logo estarei com novidades em meu blog, novas percerias e um sorteio bem legal
bjinhos

Parto Humanizado

Ola meus amores.

Vim compartilhar com vocês um pouco sobre um assunto que interresa a todas as mamães e futuras mamães, o tão terrivel e ao mesmo tempo maravilhoso momento do parto.
Sou a favor do parto humazinado, apesar de ter feito uma cesáriana por opção e por não ter passagem.
Meu parto foi muito interressante porque apesar de ter sido cesáriana vi que foi um parto mais humanizado que o normal. Pude sair da sala de cirurgia com a Bia em meus pés, me lembro de ter perguntado: "onde está minha filha?" falaram: "nos seus pés", naquele momento minhas pernas ainda estavam anestesiadas. Fiquei de recuperação no quarto mesmo com a Bia junto e para finalizar a humanização, assim que sai da cirurgia e fui pro quarto, logo vieram as enfermeiras e colocaram a princesinha pra mamar... Um sonho, ela pegou certinho... Posso dizer que apesar de ter feito uma cesária ela foi humanizada.

Vou compartilhar com vocês um texto falando sobre o assunto.

O Parto Humanizado

O parto pode parecer para muitas mães uma coisa assustadora. Um bicho de sete cabeças que é necessário passar para poder realizar o sonho de ter um filho. Muitas mães preferem estar o mais distante possível de tudo que envolve um parto. Por isso elas marcam a data com o obstetra, tomam a peridural e fazem a cesariana com um pano bem grande entre ela e a barriga, para não terem nem que ver. Éde se entender, já que vivemos em uma sociedade onde as grávidas são assombradas com histórias de terror sobre partos complicadíssimos.
Mas no meio de tudo isso vemos surgir um outro movimento. O movimento de mães e doulas que propõem o Parto Humanizado. Mas o que vem a ser isso? As praticantes do parto humanizado defendem que ele não deve ser visto como um “tipo de parto” e sim como um processo de retomada da presença e da ação da mulher durante o parto. Ou seja, ele não é definido por ser um parto na água ou de cócoras ou pela presença ativa do marido, mas sim por um novo olhar sobre o parto. Não mais como um inconveniente e sim como uma das etapas do processo natural da vida, que assim como o nascimento, o crescimento e desenvolvimento infantil, a fase adulta, a gravidez e a morte, o parto deve ser vivido de forma plena, é só passando por todos esses sentimentos e emoções que vamos nos desenvolver e amadurecer enquanto seres humanos.

Por isso a proposta do Parto Humanizado é que o parto retorne ao domínio da mulher, como aconteceu naturalmente desde o primeiro humano na terra, e que há uns 50 anos foi dominado pelo campo da medicina que tentou otimizar o parto. O Parto Humanizado não nega a importância de obstetras, mas para as praticantes a função do médico é a de acompanhar o parto e intervir em caso de complicações sérias, mas não tentar aperfeiçoá-lo.

É claro que cabe a cada futura mãe decidir como se sente mais confortável e confiante na hora de parir, elas devem optar pelo parto que querem e não se sentirem pressionadas e estressadas durante esse momento tão importante. O Parto Humanizado surge como uma nova maneira de ver o parto e uma opção para as mamães que queiram estar presentes ativamente durante o nascimento do seu filho.

Mamães, comentem aqui compartilhando a experiência do seu parto! Queremos saber como foi esse momento tão único para você!
um beijo a todas da mamãe aqui e da bonequinha Bia